opposites-489521_1920

A busca por segurança, conforto e lazer tem feito com que muitos cidadãos optem por morar em condomínios, principalmente em condomínios-clube.

Os condomínios-clube nasceram com o intuito de oferecer maior diversidade aos seus moradores no quesito de lazer; sem a necessidade de procurar algo fora do edilício. Alguns possuem até mesmo mercado, salão de beleza e lavanderias.

Contudo, por trás de vantagens e inúmeras opções de entretenimento, está escondido alguns pontos negativos específicos nesses empreendimentos. Como o ambiente é grande, é indispensável ter alguém responsável pelo local. Geralmente, o que chama mais a atenção nos clubes são as áreas verdes, por isso, o síndico deve investir na contratação de profissionais que façam todas as reformas, limpeza e obras – maneira de valorizar e agradar os condôminos.

 

Prós

Maior diversidade e lazer

Os edilícios espalhados pelo Brasil apresentam maior diversidade quando se trata de lazer, isso porque são inúmeras as atividades que o empreendimento oferece, tais como jardins, área de recreação, quadras esportivas, sauna, piscinas, sala de ginástica, sala de jogos, espaço gourmet e muito mais.

 

Segurança eficiente

Quanto maior o espaço, maior a segurança. O condomínio clube, além de garantir um número grande de profissionais trabalhando, garante também produtos de alta tecnologia para a proteção de todos.

 

Taxas condominiais mais baixas

Por ter um número mais elevado de unidades, os valores das taxas ficam mais acessíveis ao bolso do morador, pois todos dividem os custos dos benefícios oferecidos.

 

Valorização cada vez maior

Com uma instrutura ampla, a valorização do imóvel tende a ser maior, mas, claro, não é só os benefícios que garantem a valorização, como também a escolha do local e a conservação do condomínio.

 

Contras

Má administração

O risco de uma má administração é evidente, já que o empreendimento conta com excesso de pessoas e diferentes funções. As atividades, assim como as contas, podem se acumular e gerar sérias discussões.

 

Áreas privativas menores

O espaço privativo pode ser menor, pois, as áreas comuns se tornam uma extensão da unidade. Muitos moradores se encantam com os benefícios do edilício, esquecendo-se do lugar que acabam por passar a maior parte do tempo, a própria unidade. Por isso, é preciso certificar-se sobre o tamanho do espaço privado e, também, verificar se o mesmo atende o que a família espera.

 

Falta de privacidade

Com o excesso de pessoas que moram no edifício, a privacidade de cada um pode ser menor. Pegar o elevador vazio pode ser raro, o risco de altas ocorrências é grande, até tirar o veículo da garagem pode gerar em confusões, já que o número de carros certamente é bem maior.

Apesar dos prós e contras oferecidos a quem vive na localidade, o ideal para a escolha de morar em um condomínio-clube é saber se o mesmo atende as necessidades da família, que atualmente procuram sair do âmbito público e inseguro no qual vivem.