door-1590024_1920

Como todo mundo sabe, o número do desemprego no país aumenta a cada dia. Atualmente, são cerca de 11,6 milhões de brasileiros que estão desempregados. Segundo os últimos dados apresentado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse é um dos números mais altos da história do Brasil.

Devido a este índice bastante elevado, é provável que esse seja o motivo de muitas famílias resolverem compartilhar a unidade, a fim de suprir as dívidas e somar uma parcela a mais na renda mensal. Mesmo com a baixa do aluguel nos últimos meses, ainda assim, condôminos optam por dividir a moradia para se livrarem dos altos custos da inflação.

Não são apenas os mais jovens que sofrem com esse fator, mas também os mais velhos, situação que atingiu todos os gêneros e classes sociais.

Para alugar um quarto, é preciso estar ciente sobre as normas internas do condomínio, ou seja, caso o local não permita essa ação e a mesma não conste na convenção ou no regulamento interno, o proprietário fica proibido de efetuar o ato, e em caso de descumprimento da norma poderá ser multado e até mesmo responder na justiça pela ação.

Antes de arrendar um cômodo, ou até mesmo a própria unidade, é necessário que se conheça quem manterá a vivência e também realizar uma espécie de “entrevista”, isso serve para verificar o horário de trabalho, dias livres e os hábitos do cotidiano, já que é de extrema importância que se tenha uma afinidade com quem passará os dias no ambiente. O proprietário deve explicar sobre as normas do condomínio para que nada interfira na boa convivência.